26.8.17

PDC 17

Paredes de Coura foi para mim o paraíso no meio de todo o caos.
A música fez-me esquecer, fez-me sentir viva. E apesar de as fotos serem poucas, as memórias são infinitas.



 Young Fathers

 King Krule

 Manel Cruz





19.7.17

Day 284 #


Só quero que os dias passem e conto as horas para que a noite chegue, na esperança de que talvez consiga dormir.

Mas porquê?
De manhã tudo continua igual.

6.7.17

Day 283 #





"E a dor foi entrando em mim sem mentir

Vi-te enfim erguer do chão
E sorrir
Como a construir o meu fim"

1.7.17

Day 282 #


Olá.
Não sabia se devia voltar aqui ou não, estou completamente perdida e já não sei onde pertenço.
Tive o melhor mês da minha vida seguido por um dos piores. Parece que não pode estar tudo bem sem que depois tenha de atingir o fundo, e sinto-me estúpida por ter pensado que ia correr tudo bem.
Não correu.
E foi assim que me perdi outra vez no meio das minhas incertezas e engolida pelo cansaço. Agora só me quero perder nas ondas.

6.5.17

Day 281 #

O viver com medo nunca combinou contigo.
Sempre gostaste de saltar pelas pedras e de enfrentar as ondas como se fossem iguais.
Então agora pergunto-te porquê? O que é que mudou?
Porque é que ainda te preocupas com a dor, se já sabes que a vais sentir para sempre. Muitas vezes sem saber ao certo onde dói...
Por isso arrisca. Vive. Antes que seja demasiado tarde e acabes por perder algo de bom.

23.4.17

Day 280 #



"(...) Therefore I hate looking-glasses which show me my real face. Alone, I often fall down into nothingness.  I must push my foot stealthily lest I should fall off the edge of the world into nothingness. I have to bang my hand against some hard door to call myself back to the body."

The Waves, Virginia Woolf